Innocents Abroad — A Surprise

On Tuesday evening, August 14, Vini and I arrived home after 44 days away. It had been two years since we had gone to Brazil, and boy was it time for us to visit.

It’s hard for me to explain what it’s like to go back. It brings me so much healing—physically, emotionally, mentally, spiritually. As my brain switches out English for Portuguese, everything else switches a little bit too. Going back centers me, and I am so thankful we had a chance to go when we did.

I thought I’d share a bit about our time there, may I? We were so incredibly busy there (the family has doubled now!) traveling from one place to another and saw so many beautiful things…

But let’s start at the beginning. We bought our tickets almost six months ahead of time because we are very spontaneous people, as long as it is all carefully planned. Also because the price was right, obvs. Once the tickets were bought we decided we’d surprise Vini’s family.

Y’all. We lied.

We told our family we’d be arriving July 9, when in fact we would be arriving on July 2. A week before we left, we asked Joel and Viviane (family friends, event planners, lovers of surprises, and all around good people who happen to be neighbour’s of Vini’s family) to pick us up. All we asked was for them to pick us up at the airport, but they went so far beyond.

Here’s a little necessary context. Bear with me:

My father-in-law is president of our church’s South Brazil Union and my brothers in law also work for the Union, which means they all live on the Union Headquarter property, along with other families. The week we arrived, they were all involved in a new landscaping project and working outside.

Joel and Viviane subtly suggested a community potluck for all the families to be scheduled precisely the day we’d arrive around lunchtime. This guaranteed Vini’s family would all be in the same place. They asked all the families to sit side by side and made sure someone was filming.

Viviane parked right behind where his family was sitting, and we hid in the backseat. She knocked quietly on the door when it was time and…

Thank you to everyone who helped us surprise them, to Raquel who helped coordinate, to Ton and Fabricio for filming, and of course to Joel and Viviane for orchestrating. It made them and us so happy.

That was the beginning…

Portuguese

Na terça-feira à noite, 14 de agosto, o Vinícius e eu chegamos em casa depois de 44 dias fora. Fazia dois anos que não íamos para o Brasil (ou seja, desde casamento) e já estava na hora da gente ir pra lá.
É difícil para mim explicar o que sinto quando volto. Me faz muito bem e traz uma cura física, emocional, mental e espiritual. Enquanto meu cérebro troca o inglês para o português, todo o resto muda um pouco também. As visitas me ajudam focar no que é realmente importante e estou muito grata por termos tido a chance de ir quando o fizemos.
Eu pensei em compartilhar um pouco sobre o nosso tempo lá, posso? Nós viajamos muito (a família dobrou agora!) tentanto rever todos e vimos e vivemos muitas coisas bonitas…
Mas vamos começar no começo. Ouvi dizer que é melhor assim…
Compramos nossas passagens quase seis meses antes porque somos pessoas muito espontâneas, desde que tudo seja cuidadosamente planejado. Também porque o preço estava bom, claro. Uma vez que as passagens foram compradas, decidimos que surpreenderíamos a família do Vinícius.
Pessoal. Nós mentimos.
Dissemos à nossa família que chegaríamos no dia 9 de julho, quando, na verdade, chegaríamos no dia 2. Uma semana antes de viajar, pedimos para o Joel e a Viviane (amigos da família, organizadores de eventos, amantes de surpresas e pessoas boas demais que também moram no sítio da União onde meus sogros moram) para nos buscar no aeroporto. Apenas pedimos que nos buscassem no aeroporto, mas eles foram muito além.
Um pouco de contexto:
Meu sogro é presidente da União Sul do Brasil da nossa igreja e meus cunhados também trabalham para a União, o que significa que todos moram no mesmo sítio junto com outras famílias que também trabalham para a Obra. Na semana em que chegamos, todos estavam envolvidos em um novo projeto de paisagismo e trabalhando lá fora.
O Joel e a Viviane sugeriram sutilmente que tivesse um almoço comunitário entre as famílias do sítio justo no dia em que chegaríamos bem na hora do almoço. Isso garantia que meus sogros e cunhados estariam todos juntos na mesma hora. Eles sentaram todas as famílias juntas para evitar suspeita e se certificaram de que alguém estava filmando.
A Viviane estacionou logo atrás de onde os Gessners estavam sentados e nos escondemos no banco de trás. Ela bateu na porta quando chegou a hora e (vejam o video acima!).
Obrigado a todos que nos ajudaram. Sem vocês seria impossível. Obrigada a Raquel que ajudou a coordenar, ao Ton e o Fabrício pelas filmagens e, claro, ao Joel e a Viviane por orquestrar tudo tão perfeitamente. Isso os fez e a nós tão felizes.
Esse foi o começo …

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s