Quero receber a newsletter TGW!

Caso de emergência: hora de fazer um exame espiritual

Em uma tarde, quando o plantão parecia estar tranquilo, recebemos um telefonema informando que chegaria uma paciente grave de outro hospital com 38 anos, casada, mãe de 3 meninas e cheia de hipóteses diagnósticas, mas nenhuma fechada, ou seja, ela estava grave, mas ninguém conseguia entender a causa. Assim que ela chegou e iniciamos os exames, teve cinco paradas cardiorrespiratórias, sendo a maior delas de 30min, o que significa que ela esteve morta por quase uma hora, e todos nós nos esforçando para mantê-la viva. A equipe já estava exausta de tanto fazer compressões no coração; foram tantas que se quebraram duas costelas, seus lábios já estavam roxos, sua pele estava pálida e fria. Enquanto sua angustiada família chorava do lado de fora da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nós, profissionais de saúde, já cansados nos preparávamos para cessar e declarar aquele óbito, até que se sentiu um leve pulso e a equipe respirou aliviada.

Agora surgiam dois sentimentos: a satisfação em ver a vida retornando e outro de lidar com as sequelas, que esperávamos as mais graves possíveis. Após alguns exames, chegou-se a uma medida terapêutica adequada para o caso e em poucos dias, para nossa surpresa, ela abriu os olhos, conversou, reconheceu todos à sua volta e foi capaz de se levantar e andar, algo jamais esperado pela medicina, não de forma tão rápida! Quando lhe contamos o que havia acontecido, ela abriu um sorriso e disse: “Obrigada, Deus! Eis-me aqui”.

Tive o prazer de ver essa paciente voltando para casa e a satisfação de ver profissionais de saúde admitindo a existência e a grandiosidade de Deus. Você sabe o propósito da sua vida aqui na terra? Como está a sua vida espiritual? Em “parada”? Se sim, há quanto tempo? Acredita que tem alguém tentando te reanimar? Por vezes, estagnamos em nossa vida espiritual e esquecemos que ela é a base de tudo e nos encontramos parados em crises, dores, angústias, desesperos e em vazios. A maior causa disso é a desnutrição espiritual que, como a desnutrição alimentar, também acarreta fraquezas, desconfortos e até doenças.

Open Bible

Eu sempre tive uma rotina muito corrida e, por várias vezes, saía de casa com tanta pressa que esquecia o lanche e minha mãe corria e me dava uma fruta para que eu não saísse de estômago vazio. Eu trabalhava das 7h às 13h, ou até um pouco mais tarde, apenas com uma banana no estômago e, quem sabe, 200ml de água. Levando em consideração o trabalho pesado de um hospital, você acha que meu corpo recebia o suficiente? Não, não mesmo! Ele recebia pouco nutriente para muita atividade, e se assim eu fizesse todos os dias, meu corpo ficaria fraco por falta de nutrientes. Nossa vida espiritual não é diferente. Ler um verso na rede social e ouvir uma música cristã no carro, não é suficiente para o dia. É necessário mais. Deus quer ter um tempo na sua agenda, no seu dia. Ele quer te nutrir com mensagens de amor, de misericórdia, de justiça e de amparo. Ele quer ouvir seus anseios e seus receios. Quer transmitir o sonho que Ele tem para sua vida aqui e instruir como transformá-lo em realidade. Você veio a esta terra para cooperar com a obra dEle, para abreviar a Sua vinda e espalhar o amor nutritivo que Ele tem a ofertar. Então, desperte dessa “parada”, mostre que você tem pulso e diga: Obrigada, meu Deus, eis me aqui! Mesmo que apresente sequelas, Ele pode te curar e te libertar daquilo que nem mesmo os médicos compreendem. Não espere passar pelo vale da morte, não espere estar em um leito de hospital. Reaja hoje, reaja agora!

“Assim como nossa vida física é mantida pelo alimento, nossa vida espiritual é mantida pela palavra de Deus. E toda pessoa tem que receber VIDA da palavra de Deus por si mesma. Como precisamos comer por nós mesmos para receber nutrição, assim precisamos receber a Palavra por nós mesmos. Não devemos obtê-la meramente por meio de outras mentes. […] E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.

Exaltai-O, pág. 300.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

O mito da produtividade

Você trabalha muito e ainda se sente improdutiva? Talvez, como eu, você também esteja se escondendo atrás de sua produtividade. Me permite explicar...

LER MAIS »
pt_BR