Quero receber a newsletter TGW!

Seja livre: Perdoe-se

A culpa. Ah, esse sentimento que pesa na alma e torna tristes os dias mais lindos. Por que a carregamos? É bem verdade que ela serve para nos mostrar que erramos, e devemos tirar o melhor proveito para fazer diferente, nos corrigirmos. Mas tem gente que, ao invés de olhar por esse prisma, passa anos sofrendo, carregando a culpa como fardo.

É um sentimento antigo, vivenciado séculos atrás por Davi, o mais famoso dos reis. Ele passou pela triste experiência de ser oprimido pela culpa: “Porque conheço as minhas transgressões e o meu pecado está sempre diante de mim.” (SL 51:3) O Salmo 51 foi escrito depois de seu pecado com Bateseba, que foi mais que um acidente, passando a ser um crime premeditado. Algo tão grave, que o Senhor mandou Seu profeta conversar sério com Davi.

Ele tinha noção do seu pecado, afinal tentou esconder, mas, parece que não havia se dado conta da seriedade do que fizera. Depois que o profeta contou a histórinha, e o rei pronunciou sua própria sentença, caiu em si e disse “Pequei contra o Senhor!”. Mas olha que coisa impressionante: Natã respondeu: “Também o Senhor perdoou o teu pecado; não morrerás.” (II Samuel 12:13) Já pensou? Antes mesmo de Davi se arrepender completamente, o Senhor já o tinha perdoado! Mas ele não se perdoou e carregou a culpa por anos.

Acredito que se fosse hoje, diríamos que ele entrou em uma depressão profunda. A irmã White complementa: “Tendo sempre diante de si a lembrança de sua própria transgressão da lei de Deus, Davi parecia moralmente paralisado; era fraco e irresoluto, quando antes de seu pecado era corajoso e decidido. Sua influência junto ao povo havia enfraquecido”.¹ Ele não tinha mais coragem nem de corrigir seus filhos, e por isso, as coisas foram piorando. Davi, sua família, o reino sofreram as consequências de sua má escolha.

Ah amiga! Se você se sente culpada por algo, peça perdão a Deus e accept aceite a graça que Ele te estende. E principalmente, se perdoe também. Não queira piorar a situação, não carregue esse fardo e não seja prisioneira do passado.

WHITE, Ellen G., Patriarcas e Profetas, p.729 Patriarchs and Prophets, p.729

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

The Gift of Suffering

Sofrimento, uma dádiva

Você já considerou o sofrimento como um presente? Estranho, não é? Mas como hoje falamos de sofrimento, espero que você venha a vê-lo também como uma bênção.

LER MAIS »
Power of positivity in the mind

“Como eu vos amei”

Olá, querida leitora! Hoje falaremos de um assunto que, particularmente, eu gosto bastante. Vamos começar falando sobre a capital de nosso corpo: o cérebro. Suas

LER MAIS »
pt_BR