Quero receber a newsletter TGW!

Cinco coisas que você precisa aprender antes de sair da casa dos pais

Durante décadas, os jovens só se ausentavam da casa dos pais quando se casavam.

Podia acontecer do rapaz, ao se alistar no exército, passar algum tempo longe do lar, ou quando era de família rica, estudar em outro lugar ou país com o objetivo de manter a tradição e profissão da família. Já a moça, dedicava-se aos trabalhos manuais como música, costura, bordado e ajudava a mãe na lida diária para aprender os serviços domésticos e a cozinhar com objetivo de ser, futuramente, uma boa esposa e mãe.

Mas, o mundo mudou e estudar passou a ser obrigatório para crianças, adolescentes e jovens. O curso superior se tornou mais acessível e muitos, para alcançarem esse objetivo, precisaram sair da casa dos pais para morar sozinhos, em pensões, repúblicas ou em conjuntos estudantis.

Eu vivi essa realidade e foi uma experiência de muito aprendizado. Por isso, quero compartilhar cinco coisas que você precisa saber para se sair bem morando fora da casa dos pais. Confira:

1- Quem quer comer precisa cozinhar

Em casa, a mamãe faz a comidinha, prepara a marmita e o lanche, mas longe dela, se você não pagar alguém, vai precisar cozinhar, sim. Vida de estudante é corrida e acabamos comendo fora ou comendo muita besteira. Logo no início da minha vida sem os pais, cometi esse erro e me custou uma semana com dores abdominais horríveis, sem conseguir evacuar e uma sensação de desmaio que me fez acreditar que iria morrer. Não espere estar em apuros. Aprenda pratos rápidos e saudáveis; congele coisas como hambúrgueres, pastéis, massas de mini pizzas, e porções diárias de feijão e arroz. Quando comprar frutas, verduras e legumes, higienize tudo e guarde-os limpos, para você só pegar e comer. Vai economizar dinheiro, tempo e manter a sua saúde.

2- Roupas limpas acabam. Lave-as.

Pocas madres cobran que los hijos laven sus ropas en casa y por eso, muchos se ven en apuros cuando solos. Entonces, observa esas instrucciones:

  • Separe as roupas por cores: brancas e claras; coloridas; pretas e escuras; jeans e por fim, peças leves ou que desfiam. Lave cada categoria separadamente.
  • Se você não tiver máquina, encha baldes com água quente do chuveiro e deixe as roupas de molho durante a noite. No outro dia, você terá menos trabalho para esfregá-las.
  • Pendure no varal as camisetas e roupas sociais já em cabides. Isso evita que elas fiquem amassadas demais. E ao recolher as peças, já dobre e guarde, assim você evita perder tempo passando.

3- Cuidado para não perder a hora

Os pais costumam lembrar seus filhos dos compromissos e ajudá-los quando se atrasam. Mas, sozinho, você não terá essa ajuda. Organize-se e anote seus compromissos com local e hora, seja numa agenda de papel ou no celular. Programe alarmes com antecedência para não perder o ônibus, metrô ou outro tipo de condução. Nem sempre você terá carro à sua disposição ou dinheiro para pagar um Uber. Você é o responsável pela sua pontualidade.

4- Banheiro não é autolimpante

Não apenas o banheiro, mas também a casa só ficam limpos se você os mantiver asseados. Uma boa forma de conservar o chão limpo por mais tempo é separar um calçado para usar somente dentro de casa e deixá-lo perto da porta. Quando chegar, troque os sapatos ali mesmo. Aprenda a organizar a geladeira, os armários e o guarda-roupas e mantenha-os sempre em ordem. Sempre que tirar algo do lugar, coloque de volta, e não faça bagunça para achar um objeto. Assim você evita perder tempo procurando alguma coisa ou tendo que tirar um dia todo só para fazer isso.

5- Aprenda a administrar seu dinheiro

Estudante costuma estar sempre “duro”, mas geralmente, é por não saber controlar o que recebe. Infelizmente, poucas famílias educam seus filhos financeiramente. Então, preste atenção nessas dicas:

  • Faça o orçamento do mês. Coloque no papel ou em algum aplicativo de finanças, todas as entradas, seja de ajuda dos pais, bolsa de estudos ou salário. Se não sabe quanto tem, como vai saber quanto pode gastar?
  • Anote todas as saídas fixas, como água, luz e internet. Não se esqueça, jamais, de devolver o dízimo e as ofertas, afinal, esses valores não são seus e, em muitos momentos, essa será sua prova de fé. Se for fiel, seu relacionamento com Deus se fortalecerá e você será muito abençoado.
  • Registre tudo o que você gasta, nem que sejam 20 centavos. Calcule e separe o valor para compras no mercado, xerox, condução, viagens à casa dos pais e outras necessidades e, sempre guarde uma reserva para emergências. O que sobrar, divida pelos dias do mês e você terá um valor aproximado do que pode gastar por dia, de forma a não ficar sem nada antes de findar o mês.

Quando estiver pronta, dê uma olhada na nossa série de Finanças Pessoais, que te ajudará a gerenciar e aumentar sua renda!

Essas informações podem parecer óbvias, mas a maioria das pessoas só as aprendem quando saem de casa. Portanto, quanto antes você se atentar para essas necessidades, menos problemas você terá quando sair de casa para estudar e, principalmente, quando se casar.

E você, já foi estudante morando fora da casa dos pais? Conte-me como foi sua experiência e o que você aprendeu!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

Stop mom-shaming and unsolicited advice

Opinião não contratada: o que fazer?

Embora muitas vezes bem intencionados, os conselhos não solicitados muitas vezes se transformam em “mom-shaming”. Aqui estão algumas maneiras alternativas de apoiar as mães e o que fazer se você for alvo de conselhos intrusivos.

LER MAIS »
pt_BR