Quero receber a newsletter TGW!

Gratidão – estilo de vida saudável

O hábito de agradecer é comprovado pela ciência que pode refletir na saúde física, emocional e espiritual. A psicóloga Luciana Paiva afirma: “A gratidão tem o poder de ‘blindar’ as pessoas contra as dificuldades da vida. Isso porque pessoas gratas conseguem perdoar com mais facilidade, são menos narcisistas, mais generosas e essa sensação reflete no organismo como um todo”. Ela completa: “Pessoas gratas tendem a ver a vida de uma forma mais positiva, o que proporciona uma tranquilidade revigorante. Além disso, possuem menor índice de ansiedade e agressividade”. ¹

Ser grato pode aliviar a dor física

Segundo um estudo de 2012 publicado na revista Personality and Individual Differences “as pessoas gratas experimentam menos dores e afirmam se sentir mais saudáveis do que outras”. A gratidão está associada a níveis mais altos de colesterol bom (HDL) e níveis mais baixos de colesterol ruim (LDL). Ela interfere na qualidade e intensidade do sono fazendo com que a pessoa se sinta bem física, emocional e espiritualmente. Quando você vai dormir e começa a se preocupar com as lutas da vida, o estresse aumenta e a qualidade do seu sono diminui. Mas se você pensar em coisas pelas quais se sente grato, a paz vem te fazer companhia e seu sono será tranquilo.

A doença se prende ao corpo através de pensamentos negativos. Quando exercemos o sentimento de gratidão, o cérebro se encarrega em liberar substâncias para o melhor funcionamento dos órgãos.

Nas palavras de Martinho Lutero, “Você não pode impedir que os pássaros voem sobre a sua cabeça, mas pode impedi-los de fazer ninho”. Os pensamentos negativos podem surgir na mente, mas não deixe que eles se acomodem. Preencha esse espaço com pensamentos edificantes.

Coisa alguma tende mais a promover a saúde do corpo e da alma, do que um espírito de gratidão e louvor.

A Ciência do Bom Viverpág. 100

Mesmo em meio a problemas ou doenças, se temos o coração repleto de gratidão, nosso sistema imunológico se fortalece e a alegria e a gratidão fazem o que os outros remédios não podem fazer.

Você se lembra da história da Pollyanna escrita por Eleanor H. Porter? Pollyanna era uma menina que via beleza em tudo, e era sempre agradecida até mesmo quando as coisas não iam bem. Um dia Pollyanna foi visitar uma senhora que estava doente e ficou muito triste ao ver que ela sempre via o sol “cinza”. A menina tentou de todas as formas fazer com que a senhora enxergasse a vida mais colorida. A mulher reclamava de tudo e de todos. Se estava chovendo ela queria o sol, se o dia amanhecia ensolarado, ela achava melhor a chuva. Dizia que não conseguia fazer nada, pois era doente.

A menina tanto fez que conseguiu que aquela mulher começasse a fazer colchas de retalhos para ajudar outras pessoas. Com o tempo, a senhora começou a sentir alegria pela vida. Parou de reclamar e começou a agradecer. O sol que ela enxergava cinza, passou a ter um brilho maravilhoso! Sua saúde começou a melhorar e em pouco tempo, aquela mulher ranzinza, que dependia das pessoas para ter um mínimo de conforto, levava esperança aos lares e corações das pessoas que a rodeava.

Que a paciência, a gratidão e o amor mantenham no coração a luz solar, seja embora o dia muito nublado.

Mente, Caráter e Personalidade I pág. 216

¹Cinco beneficios comprovados de ser grato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

O mito da produtividade

Você trabalha muito e ainda se sente improdutiva? Talvez, como eu, você também esteja se escondendo atrás de sua produtividade. Me permite explicar...

LER MAIS »
São Francisco do Sul

A porta da liberdade

Quando eu era criança gostava de ficar perto de pessoas mais experientes ouvindo suas histórias. E como eram gostosos aqueles momentos! Em outras ocasiões, perdia

LER MAIS »
pt_BR