Quero receber a newsletter TGW!

Sofrimento, uma dádiva

Quase não me sinto qualificada para falar sobre sofrimento. Nunca perdi um familiar, nem perdi um filho, tive câncer ou vi um membro da minha família morrer por causa disso. O que eu sei sobre sofrimento?

Essa pergunta tomou conta dos meus pensamentos enquanto pensava em escrever este artigo. Mas o sofrimento é algo que afeta a todos. As coisas que estão causando dor em minha vida não se parecem com as situações que listei acima, porém se parecem com outras coisas. Só porque o sofrimento em sua vida pode não se parecer com o meu (ou com as situações que mencionei acima) não significa que o que você está passando seja insignificante.

Aprecio a definição de Elisabeth Elliot sobre o que significa "sofrimento"

Sofrer é ter o que não queremos ou querer o que não temos.

Suffering is Never for Nothing por Elisabeth Elliot

Interessante, né? Todos nós temos coisas que não queremos e não temos coisas que queremos desesperadamente. O céu é o único lugar onde não teremos esse problema. O sofrimento tem braços que circundam todos os humanos neste planeta. Não queremos ser abraçados pelo sofrimento, mas e se houver algo muito profundo e significativo acontecendo quando sofremos? E se nosso sofrimento Jamais for em vão?

Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós, para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

1 Pedro 4:12-13

Eu queria muito compreender o significado deste versículo de uma forma profunda e por experiência própria. Eu desejava saber o que significa ser um "participante do sofrimento de Cristo."

Isso soa um pouco como loucura, não é? Quem anseia por sofrimento de qualquer tipo? Tenho certeza que minha natureza humana recua de qualquer dor. Então, porque o apóstolo Pedro nos fala sobre “regozijo” e “alegria” no mesmo versículo que nos fala sobre as provações de fogo?

Eu costumava entender esse versículo como dizendo que só terei grande alegria na segunda vinda, quando a glória de Deus for revelada. Mas e se Deus estiver planejando revelar Sua glória em meio seu sofrimento? E se o fruto disso for alegria, não apenas quando Cristo vier, mas agora mesmo?

Calamidades acontecem todos os dias e podem acontecer com qualquer um de nós. Esse sofrimento pode ser assistir seus pais lutarem para manter o casamento deles, se sentir sobrecarregada no trabalho, planejar o funeral do amor da sua vida . . .

O que seja, algo glorioso está prestes a brilhar através de você. Você acha que Deus permite que essas coisas aconteçam com as pessoas porque Ele é um Deus passivo, que se recosta em Seu trono assistindo você sofrer?

Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? e nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai. E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.

Mateus 10:29-30

Ele repete...

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?  Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;  Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Mateus 6:27, 30-33

Não somente em Mateus, mas em vários versos da Bíblia...

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Romanos 8:28

Portanto, se Deus não é um Deus passivo, mas sim um Deus detalhista, intencional e altruísta que está intensamente atento a tudo relacionado a você - então as calamidades que enfrentamos não são completas calamidades. Não somos deixadas à deriva em desespero. Estamos totalmente nas mãos de um Deus amoroso. Conforme você busca entender as dificuldades em sua vida, comece sua busca no fato de que Deus é amor.

A Lysa Terkeurst disse algo nesse sentido: Às vezes, sua vida pode parecer que está se destruindo. Se compararmos sua vida a uma casa, ao olhar para ela, tudo o que verá são armários quebrados, papel de parede descascado, tetos em ruínas e pisos quebrados. Se você não enxergar além do presente, parece caos, como se tivesse sido sabotada. Mas o que você não vê é que Deus está em processo de reforma. Todas as coisas cooperam para o bem.

Esse bem não é apenas o seu bem, mas o bem de todos neste mundo e no universo.

Lembro que o ano de 2017 foi muito difícil para mim. Eu acabara de entregar meu coração a Deus e tê-lO em minha vida mudou tudo para o melhor, mas minha vida pessoal começou a ser atacada em várias direções. Cada ataque teve um grande impacto na minha saúde mental, espiritual e física. Comecei a perder peso e ao longo de um ano minha saúde foi piorando. Eu não entendia o que estava acontecendo comigo, ou por quê. O que eu sabia, sem sombra de dúvida, era que Deus estava me segurando. Foi um dos momentos mais sombrios da minha vida, mas também foi um dos mais brilhantes. Foi um dos momentos mais desconfortáveis e dolorosos da minha vida - mas nunca estive tão cheia de esperança. Eu me senti em um milhão de pedaços, mas isso me fez sentir Deus como a única coisa que me mantinha inteira. Foi uma experiência linda.

Lembro-me de que a maioria das minhas orações durante aquele ano consistia em ficar de joelhos, apenas chorando. Eu não dizia muita coisa. Mas foi isso que me encheu de conforto e esperança. Eu vim a Deus com tudo, e apenas me dei ao luxo de entregar tudo em Sua presença. Isso incluía argumentar com Deus e apegar-me a Ele. Eu não O sentia ali na maioria das vezes, mas algo dentro de mim sabia que Ele estava comigo. Era verdade. Ele me segurou lá no meu quarto enquanto eu me ajoelhava; e a cada outro momento do dia Ele me segurava.

Não tenho todas as respostas, só tenho meu testemunho.

Às vezes, enquanto eu fazia uma corrida noturna, tinha que repetir versículos em minha mente para evitar que a ansiedade assumisse o controle. Em uma dessas noites, esse pensamento flutuou em meus pensamentos, e se Deus está bem ao seu lado e você simplesmente não pode vê-lO? Literalmente, o que O impediria de estar bem ao seu lado enquanto você corre? Se isso fosse necessário para mantê-la forte, Ele o faria. Eu acreditei que Ele estava. Eu precisava acreditar. Ele era minha única fonte de esperança e força.

Eu acredito que Deus está muito presente em sua vida também. Às vezes é difícil imaginar, mas temos que acreditar na verdade, não em nossa imaginação.

Salmos 91:1 se tornou muito real em minha vida durante aquela temporada.

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. . .

Salmos 91:1

Agora eu olho para trás e sei que aquela época, aquelas provações foram um dos maiores presentes que Deus poderia ter me dado.

E nas palavras de Elisabeth Elliot, "Não sei o que você está passando, mas conheço Aquele que sabe."

Eu encorajo você a se entregar a Deus e permitir que Ele se revele a você. Dê uma chance a Ele e prometo que você não será decepcionada. E não guarde a sua fragilidade para si mesmo, compartilhe a esperança que você tem em Jesus onde quer que você esteja. Alguém está procurando encontrar esperança hoje, e sua história pode ser a ferramente que Deus deseja usar para oferecer esperança.

1 comentário em “The Gift of Suffering”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar
Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

Real Life Love stories

Você + Ele - A maior história de amor

Over the past year, we have shared our love stories here at The Girl Writes. Each story is beautiful and perfect in its own way. Well, today I want to share the year’s last love story. And this one involves you.

LER MAIS »
pt_BR